Massas: diferenças, curiosidades e dicas

Tantas massas e tantas possibilidades

O mês de Outubro é por Lei, isso mesmo, por Lei o mês que celebramos o Dia do Macarrão. A data de 25 de outubro foi escolhida em 1995, na Itália, por fabricantes de macarrão de todo o mundo, no 1º Congresso Mundial de Pasta, em Roma, quando o macarrão e as massas foram reconhecidas como um alimento apreciado em todo o mundo.

O segredo da boa pasta – como dizem os italianos – está no cozimento, que deve ser feito em muita água, na proporção de 100 gramas de massa para 1 litro de água. O ponto ideal é al dente. Esse ponto é atingido quando ao morder a massa, ela estiver resistente, sem estar dura.

Confira abaixo alguns dos mais famosos tipos de massas e Mangia che ti fa bene!

São diversos tipos de massas, o mundo é imenso. Trouxemos aqui as formas e tamanhos mais comuns para você saber algumas curiosidades e dicas.

Gravatinha:  o nome original é Farfalle, o que significa borboleta em italiano. É uma massa cortada em quadradinhos e tem o centro unido, o que dá o seu formato característico. As crianças adoram. É um macarrão fácil e gostoso de comer, retém muito bem o molho, e a parte central é mais firme o que encanta quem gosta de macarrão.

Canelloni: (ou canelone) é um macarrão cilíndrico, parecido com um cano cortado. Habitualmente, é feito recheado com algo salgado, como queijo, ricota, carne moída e levado ao forno com muito molho.

Conchinha: são massas pequenas no formato de conchas mesmo. É um macarrão muito usado em pratos que contenham frutos do mar. Também é bem legal colocar em sopas e saladas. Com essa forma de concha o macarrão retém o molho em seu interior.

Lasanha: tiras largas de massa (lisas ou onduladas) que são pré cozidas antes de montar em uma forma, o ponto desse cozimento é importante para que possa conseguir montar ela tranquilamente na forma. É uma boa pedida, chamar as crianças para ajudar na montagem, mas a massa tem que estar mais fria para não queimar a mão deles. É só intercalar com molhos e outros ingredientes como mozzarella, presunto, carne e o que tua criatividade permitir.

Pena ou Penne: macarrão em tubo cortado na diagonal. Na Italia há oito tipos de Penne, que vão de acordo com o tamanho e a textura. Aqui no Brasil são três tipos mais clássicos: Penne Rigate, o mais comum, é listrado; Pennette Rigate: que é mais fina e comprida que a anterior e o Penne Lisce que é liso, não tem as listras.

Ravioli: uma almofadinha recheada que geralmente já vem pré-cozida. Uma das massas mais nutritivas que existem. Se ela já vem  com recheio só pode dar em coisa boa. Combina muito bem com molhos ao sugo, molho branco, molhos de assados. Cai tão bem em uma refeição por ser simples no seu preparo e trazer muito sabor. Ah, e os recheios variam entre carne, queijo, legumes e por aí vai. Já viu algum recheio de Ravioli diferente desses?

Spaguetti:  o mais popular, é bem comprido e fino. Combina bem com vários molhos, mas uma dica especial é para você que gosta ou está afim de fazer um macarrão carbonara é utilizar Spaguetti, ele pega o molho e o bacon fica junto com a massa.

Parafuso: com o nome original de fusilli, esse macarrão é bem fácil de fazer e fica bom com molho, saladas e sopas. Para a salada o ponto al dente é fundamental, dando a firmeza e valorizando o sabor que abraça o macarrão. 

Talharim: o nome em italiano é Tagliarini, se fala de jeito bem parecido que escrevemos em português. São várias larguras. É uma massa que fica pronta de forma bem rápida e como absorve bem líquidos vai bem com manteiga, molho de um assado, mascarpone.

Ninho: aquele macarrão que vem todo enrolado (muito parecidos com um ninho). Vai bem com qualquer molho. É feito bem rápido. Uma dica é utilizar os ninhos para contar a quantidade de macarrão x pessoa. Geralmente, uma pessoa grande come quatro ninhos, uma criança 2 ou 3. Caso tenha outro acompanhamento, reduza essa quantidade.

Capeletti: parece uma argolinha recheada. Surgiu como uma evolução do Ravioli. Foi uma sequência de erros na hora de enrolar o Ravioli que deu forma de um chapéuzinho. Capeletti significa chapeuzinho em italiano. Fica muito bem em sopas, ou quente com molhos simples. É rápido e prático de fazer. 

Cabelo de Anjo: uma espécie de espaguete bem fininho e vem em formato de ninhos, muito utilizado para fazer sopas. Se você não quiser no caldo quente, faça um molho quatro queijos que combina muito bem também.

Além destas, existem outras opções com as quais você poderá dar livre curso à sua imaginação: Espiral, Ave-Maria, Tortellini, Nhoque Seco, Rodinha, Tagliatelle, Agnelotti, Letrinhas…etc.

Se você gostou desse texto, seria legal responder a nossa pesquisa, leva 1 minuto, assim podemos melhorar o nosso conteúdo e você pode receber promoções exclusivas.

Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1816

Batel / Curitiba - PR

Contato

  • Segunda à sexta das 9:30h às 19h
           e sábado das 9:30 às 16h
  • (41) 3223-1109
  •  
  • freezerpoint@freezerpoint.com.br
  • Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1816
  •        Batel / Curitiba - PR

Redes Sociais

Designed By Weebo Digital